Sexta-Feira 13

Em 2012 eu tive a ideia de ver toda a franquia do Halloween. Eu gosto bastante de ver essas sagas famosas, mesmo que tenha um monte de filme ruim no meio. A ideia era ver outras famosas, mas só nesse ano retomei. A escolhida foi a de Sexta-Feira 13. Eu só tinha visto o primeiro, e há muito tempo, então me pareceu uma boa ideia. Não vou fazer resenhas dos filmes, o que eu quero é mais compartilhar a experiência da maratona. Talvez o post contenha alguns spoilers, mas não acho que isso importe muito.

E como hoje é Sexta-Feira 13, acho que é uma boa ideia de post.

Sexta-Feira 13 (1980)

O primeiro da saga é bastante curioso justamente por não mostrar a figura do Jason em momento algum. A assassina é sua mãe, que quer vingar a “morte” de seu filho. Ela culpa os monitores do Camp Crystal Lake por não estarem atentos à criança, e promove um massacre anos depois contra outros monitores do acampamento. Uma das sobreviventes mata a mãe de Jason arrancando sua cabeça, e Jason testemunha isso, o que dá o plot para o segundo filme. Ah, o Kevin Bacon aparece bem novinho no filme.

O filme foi fortemente inspirado por Halloween, e acho que um dos primeiros a ter adolescentes como protagonistas (também junto com A Hora do Pesadelo). O filme funciona muito bem, prende a atenção e continua sendo um dos meus preferidos.

1

Sexta-Feira 13 Parte 2 (1981)

Jason volta para se vingar da mulher que matou sua mãe, e promove outro massacre num acampamento próximo do antigo Crystal Lake. Esse ainda mantém um clima bacana.

2

Sexta-Feira 13 Parte 3 (1982)

Aqui já começa a palhaçada, mas o ponto positivo é que nesse filme Jason começa a emblemática máscara de hóquei.

3

Sexta-Feira 13 Parte 4: O Capítulo Final (1984)

Jason morre no final do terceiro filme e é levado para um necrotério. Mas ele ressuscita e volta a promover mais um massacre. Corey Feldman está no filme no papel de Tommy, uma criança que testemunha vários assassinatos e deixa uma ponta para o próximo filme. Ah, também tem o Crispin Glover no elenco.

4

Sexta-Feira 13 Parte 5: Um Novo Começo (1985)

Após testemunhar os assassinatos, Tommy cresce com problemas psicológicos e vai para uma clínica alternativa, em que os pacientes ficam em uma cabana ao ar livre e fazem um tipo diferente de terapia. Jason volta, de novo.

5

Sexta-Feira 13 Parte 6: Jason Vive (1986)

Tommy quer ter certeza que Jason está morto. Vai até o cemitério com a intenção de desenterrá-lo para queimar o corpo. Mas antes, decide empalhar o corpo com um cabo de aço…durante uma tempestade…e o corpo de Jason é ressuscitado por um raio. Esse certamente é um dos filmes mais bizarros que já vi.

6

Sexta-Feira 13: Parte 7 – A Matança Continua (1988)

Uma menina com poderes telecinéticos descontrolados assassinou seu pai abusivo durante um acesso de raiva, durante as férias no acampamento Crystal Lake. Anos depois, sendo tratada por um psicólogo manipulador, com seus poderes ela desperta Jason, que estava sepultado no fundo do lago. Sem muito sentido, né? Mas ainda assim é um pouco melhor que o anterior.

7

Sexta-Feira 13: Parte 8 – Jason Ataca Nova York (1989)

Dessa vez Jason é ressuscitado por um cabo de energia no fundo do lago. A ação aconteceu quase toda em um barco onde estudantes estão comemorando a formatura. Mais para o final chegam em Nova York e a ação continua. Esse é até bastante divertido e tem uma real cara de terror anos 80.

8

Jason Vai para o Inferno: A Última Sexta-Feira (1993)

O filme começa com uma emboscada para matar Jason, mas claramente não dá certo. E o filme é ruim, bem ruim, pois começa aquele clichê de encontrar algum parente de Jason. O final é bacana, com Jason sendo levado para o inferno por Freddy Krueger. Em 2003 fizeram um Freddy vs. Jason, mas ainda não vi porque quero maratonar A Hora do Pesadelo.

9

Jason X (2001)

Sabe a palhaçada toda que eu citei dos filmes anteriores? Nesse aqui ela alcança extremos. Jason desperta no século XXV, dentro de uma nave espacial. Acho que essa informação já resume o conteúdo do filme.

10

Sexta-Feira 13 (2009)

Claro que há um remake. Eu era bem contra remakes justamente por causa desse tipo de porcaria. O filme começa onde termina o primeiro original, para poderem usar a imagem de Jason. Há um primeiro massacre, e depois um segundo, quando o irmão de uma das vítimas do primeiro vai em busca dela. E o enredo é bastante tosco, jovens em busca de uma plantação de maconha, sexo, personagens horrorosos. Tudo ruim demais.

11

Em 2015 tive a oportunidade de assistir A Hora do Pesadelo no cinema, então estou com tudo bem fresco na cabeça. Começarei a ver a partir do segundo e em breve apareço aqui para contar como foi a maratona, incluindo Freddy vs. Jason.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s